Lido: Mortes dos Reis (Crônicas Saxônicas vol. 6) - Bernard Cornwell

Versão Digital
Vamos falar do livro 6 da série Crônica Saxônicas: Morte dos Reis, que como o Cornwell sempre faz, te dá pelo título um spoiler da trama e você passa o livro inteiro imaginando a hora que acontecerá e mesmo assim é surpreendido quando o tudo acontece!

Por ser o sexto livro da série (e após o quinto, que para mim foi um dos momentos mais fortes e com o final muito impactante), imagino que o leitor já tá bem cansado (Imagine Uthred não é mesmo?). E assim se passa o livro: é uma leitura mais lenta, mais carregada, cansativa em muitos momentos. Uthred já não tem mais a sua idade tenra, as batalhas ficam cada vez mais apreensivas, claro que o leitor sabe que ele sobreviverá (ele é o narrador da história já em sua velhice, desde o livro 1), então isso nos dá uma certa confiança na vitória, mas no geral são batalhas mais mornas, sem muito favoritismo e com algumas perdas de personagens importantes. Muito diálogo, muita estratégia envolvendo os reinos e muitas traições também.

Um destaque interessante: nesse livro dá para perceber que a religião começa a "ganhar o jogo", tanto os cristão quanto os dinamarqueses apelam para o poder da fé como arma nas batalhas e mesmo o Uthred que é tão cético e muitas vezes debochado com isso, se rende ao poder da fé (não se convertendo) para que consiga influenciar positivamente seus soldados e ganhar a batalha final.

O rei Alfredo, como todos já imaginamos, morre nesse livro. Não é uma morte rápida e óbvia, ela vai acontecendo durante praticamente todo o livro e muita coisa acontece girando ao redor desse iminente evento. Uthred se encontra empobrecido, mas durante o livro, ele consegue uma reviravolta, graças ao Alfredo em seu leito de morte. A única batalha que vale a pena ler – que é o que os leitores do Bernard Cornwell adoram – é a última e já dando um spoiler aqui: ela é muito mais o título do livro do que a morte do Alfredo em si. 

Cornwell não decepciona, é um excelente escritor e nos traz sempre uma história muito boa de ler, de acompanhar. Eu confesso que já estou cansado e não vejo a hora de Uthred de fato recuperar sua fortaleza em Bebbamburg, mas imagine que ainda estou no livro 6, indo para o 7 e a série já se encontra no livro 11 (recentemente ele anunciou o 12 e disse que não será o último). Então, há muita terra ainda para andar e coisas para acontecer. Me restam dúvidas de como isso vai acontecer ou de como vai ser o roteiro até o final, já que no início da série se tratava de histórias como os clássicos do Bernard Cornwell, com muita guerras e espadadas e machadadas e o Uhtred agora já tem quase 50 anos e já não tem mais o perfil e ou já não consegue mais manter - de forma verdadeira - um perfil de ágil lutador.

Nota

Pensei em dar uma nota 3, mas manterei a nota 4, afinal apesar de ter levado quase 3 meses entre idas-e-vindas na leitura, consegui me prender bastante no final, principalmente com o resultado da batalha final, que nos dá aquele prazer de justiça sendo feita e da vitória!

Livro: Morte dos Reis (Crônicas Saxônicas vol. 6) 
Autor: Bernard Cornwell 
Terminei em: 02/08/2020 17:50h
Nota (até 5): 4

Nenhum comentário:

Postar um comentário